Folha do Campo
29/08/2019
Alterar Tamanho da Fonte 
Sicredi promove 6ª edição do Fórum do Agronegócio

 

Valorizando o relacionamento com as comunidades, a Sicredi Altos da Serra RS|SC, instituição financeira cooperativa, realizou nos dias 20 e 21 de agosto, a 6ª edição do Fórum do Agronegócio. Nesse ano a instituição promoveu dois eventos regionalizados, nos municípios de Sananduva (RS) e em Campos Novos (SC), com a parceria de diversas cooperativas e entidades regionais ligadas ao setor.


Realizado desde 2014 pelo Sicredi, o Fórum tem como objetivo, o compartilhamento de conhecimento e soluções práticas que auxiliam no desenvolvimento sustentável das propriedades. A programação do Fórum em 2019 abordou assuntos relacionados a tecnologia, economia e clima. Aproximadamente 550 participantes tiveram a oportunidade de assistir palestras com profissionais renomados e que são referência nos assuntos abordados.


Em Campos Novos, o evento foi realizado no dia 21, no Clube Anos Dourados, durante todo o dia, tendo como apoiadores, a Copermap, Sementes Coperboa, Coocam, Coacer, Coperacel, Copercampos, Acircan, Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente, Unoesc, Epagri, Sindicato dos Produtores Rurais e Associação dos Engenheiros Agrônomos de Campos Novos.


Os temas compartilhados e debatidos nos eventos foram: Tendências do mercado econômico e comportamento das principais commodities agrícolas, ministrado pelo economista do Sicredi, Rodrigo Eduardo Dias Neves; Agricultura 4.0, ministrado pelo engenheiro agrônomo e jornalista, Donário Lopes de Almeida falando sobre os riscos e oportunidades da digitalização e tecnologia aplicada ao campo, e também a meteorologista e colaboradora da Somar, Desireé Brandt falou sobre o clima e as influências no plano safra 2019/2020.


Para o vice-presidente da Sicredi Altos da Serra RSSC, Sadi Comiran, o segmento do agronegócio é de fundamental importância para o desenvolvimento regional. “Em sua 6ª edição o Fórum do Agronegócio é um momento para compartilhar informações relevantes e proporcionar a troca de experiências entre os associados, ligados a esse setor que tanto contribui para o desenvolvimento e crescimento da nossa região”, disse Comiran.
Nessa edição tivemos grandes cooperativas e entidades que contribuíram com o sucesso desse evento. Em Sananduva, tivemos a parceria da Copercampos, UERGS, Cotrijal, Sindicato Rural, Majestade, Emater, SINTRAF, e Prefeitura Municipal de Sananduva. Já no município de Campos Novos, nossos apoiadores foram, Copermap, Sementes Coperboa, Coocam, Coacer, Coperacel, Copercampos, Acircan, Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente, Unoesc, Epagri, Sindicato dos Produtores Rurais, Associação dos engenheiros Agrônomos de Campos Novos.
 

Temas

A meteorologista Desireé Brandt falou que os modelos de previsão são de enfraquecimento do El Ninõ, fenômeno climático que garante chuvas em especial nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, que poderão ser sentidos ainda no fim deste inverno e primavera de 2019, o que pode ser uma preocupação para o período da safra de inverno em andamento. Para o verão, a expectativa é de neutralidade climática, no entanto, não há uma definição exata até o momento de como o clima se comportará. Monitoramento constante será a palavra chave para o planejamento da safra de verão 2019/2020.


“Por enquanto não há nenhum modelo de previsão indicando estiagem em pleno verão, o que poderia ser um problema para a próxima safra. Com o término do El Ninõ neste ano, não significa que vai virar o botão, ou seja, que haverá chuvas ou estiagem. Temos uma expectativa de neutralidade climática, mais um fator que complica a previsão e o momento é de tomada de decisão para a próxima safra. Diferente do ano passado, em que o produtor tinha um cenário bem configurado com a presença do El Ninõ, é preciso ficar atento a previsão a cada semana. A palavra chave será monitoramento e atenção em relação ao clima para a próxima safra de verão”, destacou Desireé.


Donário Lopes de Almeida abordou o impacto da inteligência artificial do ponto de vista de riscos e oportunidades para o agronegócio. “Cada vez mais novas ferramentas aparecem para transformar o jeito como fazemos as coisas, com impactos no dia a dia das pessoas e na forma como os alimentos são produzidos. Nessas novas formas de fazer a produção, usando a conectividade e a inteligência artificial, há um grande risco de não estarmos nos atentando a isso e deixarmos nossos concorrentes fazerem, ou seja, de deixarmos isso acontecer e não participarmos desse processo. Ao participar, de outro lado, há uma grande oportunidade nas tecnologias, em termos de gerar eficiência e competividade as formas de produção, gerando mais renda para dentro da propriedade”, explicou.


O economista Rodrigo Eduardo Dias Neves, falou sobre as tendências do mercado agrícola, fortemente influenciadas pela economia internacional. “Percebemos a preferência pela soja brasileira em razão da guerra comercial entre Estados Unidos e China, beneficiando a curto prazo o agronegócio brasileiro. As tensões comerciais não têm uma perspectiva clara de quando vai acabar, então existem janelas de oportunidades para os produtores brasileiros neste momento. Nesse momento de tensões e incertezas, a dica é reduzir a exposição a risco cambial dentro da atividade, é complicado pagar para ver o que vai acontecer amanhã. É um momento de cautela na tomada de decisão”, destacou o economista da equipe do Sicredi. Todas as palestras serão disponibilizadas na íntegra na página do Youtube do Sicredi Altos da Serra RS/SC.

 



Notícia Visualizada 45 vezes
Últimas Notícias
22/08/2019  — Governo de SC mantém alíquota zero do ICMS para defensivos agrícolas até o fim do ano
13/08/2019  —  Campos Novos comemora a 15ª. Edição do Dia Nacional do Campo Limpo
05/08/2019  — O setor agrícola está revoltado e se mobiliza em busca de manutenção de benefícios fiscais nos defensivos.
12/02/2019  — Mais de 300 produtores no Dia de Campo da Coocam em Curitibanos
06/02/2019  —  Dias de Campo Coocam 2019 começa neste final de semana
06/02/2019  —  Epagri oferece canal de assistência técnica remota
06/02/2019  —  Governo investirá R$ 47 milhões no Terra Boa 2019
06/02/2019  — Abertas inscrições para o curso Técnico em Agronegócio em Ccampos Novos. SENAR e Sindicato Rural oferecem oportunidade
18/06/2015  — Municípios terão 3 mil sacas de milho a disposição no Programa Terra Boa
01/06/2015  — Agroindústrias adotarão moderno sistema de rastreabilidade com radiofrequência